CFO solicita ao MEC suspensão da cobrança do FIES aos estudantes e profissionais da Odontologia

Em mais uma medida econômica para reduzir o impacto financeiro causado pela redução atividade econômica em decorrência do novo Coronavírus SARS-CoV-2, o Conselho Federal de Odontologia solicitou, nesta terça-feira, 24 de março, que o Ministério da Educação suspenda, por tempo indeterminado, a cobrança do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), aos estudantes e beneficiários.

A medida prevê minimizar as consequências geradas pelo novo Coronavírus e se faz necessária visando a preservação da saúde dos cirurgiões-dentistas e da própria sociedade.

Segundo o presidente do Conselho Regional de Odontologia de Minas Gerais, Dr. Raphael Castro Mota, a suspensão é necessária nesse momento que estamos passando. “A grave crise econômica gerada pela redução do trabalho dos cirurgiões-dentistas impactará em toda a sociedade. Por isso, o CRO-MG reforça o pedido do Conselho Federal, visando a preservação da saúde financeira dos cirurgiões-dentistas e de todos a população”.

Nessa segunda-feira, dia 23 de março, o FNDE prorrogou, por 30 dias, o prazo para formalização do financiamento estudantil junto ao agente financeiro, referente às inscrições do primeiro semestre de 2020 que estão vencidas até esta data, bem como assegurou a prorrogação do prazo para validação do FIES a ser feita pelas Comissões Permanentes de Supervisão e Acompanhamento do Fies (CPSAs).

Clique aqui e acesse o ofício na íntegra.