CRO-MG desautoriza o atendimento por planos de saúde odontológico de operadoras não inscritas

Foi publicada nesta terça feira (08), a Portaria 069/2020 que relaciona as Operadoras dos Planos de Saúde Odontológicos regularmente inscritas no Conselho em cumprimento a Resolução CRO-MG 008/2020.

A Resolução DETERMINA que todos os profissionais inscritos no CRO-MG suspendam o atendimento odontológico a clientes contratantes de Planos de Saúde Odontológicos de Operadoras que não estejam regularmente inscritas no Conselho. Em caso de tratamentos já em andamento, estão asseguradas suas finalizações. 

A  lista de operadoras regulares está disponível no link cro.mg/operadorasregulares. Em caso de outras operadoras regularizarem suas situações no Conselho, a Portaria 069/2020 será reeditada e a lista atualizada. 

É importante lembrar que, conforme o inciso XVI, do art. 9º, da Resolução CFO 118/2012 – Código de Ética Odontológica, é dever dos profissionais da Odontologia inscritos no CRO-MG, não manter vínculo com entidade, empresas ou outros desígnios que os caracterizem como empregado, credenciado ou cooperado quando as mesmas se encontrarem em situação ilegal, irregular ou inidônea.

O CRO-MG, como iniciativa paralela, criou a Câmara de Instrução Ética da Odontologia Suplementar, instituída pela Portaria 61/2020. O objetivo é intermediar a relação entre operadoras de saúde de planos odontológicos e cirurgiões-dentistas, sendo um espaço de orientação técnica e elucidação das dúvidas dos inscrito.


“No seu papel de defensor da classe odontológica e de modo a resguardar a conduta ética de todos (operadoras e profissionais da odontologia), estamos atuando de forma igualitária entre as partes, nos colocando como intermediador dessa situação, para resolução dos problemas de forma idônea”, ressalta o Presidente do CRO-MG, Dr. Raphael Castro Mota.