Na luta pela liberação de crédito para profissionais liberais

O Presidente do Conselho Regional de Odontologia de Minas Gerais (CRO-MG), Dr. Raphael Castro Mota, esteve nesta última quarta-feira (07/10) com o Ministro do Desenvolvimento Regional Rogério Marinho, em Brasília, solicitando agilidade no reconhecimento do decreto do estado de calamidade pública enviado pelo governo de Minas Gerais. Com a aprovação, será possível a liberação por parte do Governo Federal de uma linha de crédito especial para pessoas físicas, o que poderá beneficiar os cirurgiões-dentistas que atuam como profissionais liberais.

Essa condição já estava em fase de implantação pelo Programa Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), do Banco do Nordeste, porém as instruções estavam passando por entraves burocráticos, o que podia demorar até 6 meses para adequar os regulamentos, e o prazo do decreto de calamidade pública acabou expirando.

“Conseguimos a disponibilização da linha de crédito para a área da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), porém ela só é válida enquanto durar o estado de calamidade pública declarado pelo Estado de Minas Gerais, desde que esteja reconhecido pelo MDR. Conversamos pessoalmente com o ministro na quarta-feira em Brasília e ele nos garantiu celeridade na homologação do decreto do Estado, para que os recursos estejam imediatamente disponíveis aos profissionais liberais”, destaca o Presidente do CRO-MG, Raphael Castro Mota.

A agenda com o Ministro Rogério Marinho foi uma parceria do CRO-MG com o deputado estadual Zé Reis, que assim como o Conselho defende a revalidação do decreto para liberação desse benefício.

Com condições diferenciadas para atuação no mercado, inclusive com a possibilidade de compactuar com novos clientes, em especial com Conselhos de classe, o programa FNE visa o financiamento de operações de investimento e capital de giro para melhorar as condições dos profissionais exercerem suas atividades.

No momento, o Banco do Nordeste, aguarda a validação do decreto para retornar esse tipo de financiamento.