Notícias

      Belo Horizonte vai sediar o Fórum Estadual de Convênios e Credenciamentos, nos dias 20 e 21 de novembro, no Dayrell Hotel (R. Espírito Santo, 901, Centro - BH). O objetivo do evento é discutir a qualidade e o baixo custo dos planos de saúde odontológicos. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas AQUI,  pelo telefone (31) 2104-3011 ou através do e-mail secretaria@cromg.org.br.

    Durante o Fórum, haverá um espaço para as operadoras de Planos de Saúde Odontológico possam apresentar suas propostas de trabalho. As operadoras interessadas podem se inscrever até o dia 06 de novembro, com a Sra. Patrícia Menezes, pelo telefone: (31) 2104-3011. Abaixo a programação e o campo de inscrição. PROGRAMAÇÃO Dia 20 de novembro (sexta-feira) • 08h: Credenciamento • 08h30 às 09h10: Tramitações de projetos de Lei na Câmara e Senado de interesse do CFO e conselhos regionais – José Alberto Cabral Botelho – Procurador Jurídico do CFO – lotado em Brasília – Assessoria da Presidência • 09h10 às 10h10: Risco de exposição excessiva à Radiação – Dra. Eneida de Moraes Marcílio Cerqueira – Professora da Universidade • 10h30 às 11h30: Proteção da Saúde do Cidadão – Dra. Giovana Araújo da Cruz Atanasio – Promotoria da Defesa da Saúde MG • 13h15 às 14h15: Trabalhos da CNCC – Dr. José Carrijo Brown • 14h20 às 15h20: Direitos e deveres do cirurgião-dentista perante os planos de saúde – Dra. Daniela Almeida Tonholli • 15h40 às 16h40: Direitos do Consumidor – Deputado Estadual Délio Malheiros • 16h45 às 17h45: Formação de custos do consultório – Dr. Alberto Magno da Rocha Silva – Presidente da Comissão de Convênios e Credenciamentos • 18h30: Abertura Oficial e coquetel Dia 21 de novembro (sábado) • 08h30 às 09h15: Sistema de Saúde – Deputado Rafael Guerra – Secretário da Câmara dos Deputados • 09h30 às 10h30: Mesa redonda com as operadoras de planos de saúde odontológicos • 10h30 às 12h30: Simpósio – Debate com todos os palestrantes CLIQUE AQUI PARA FAZER SUA INSCRIÇÃO ...
Leia Mais

     "Perfil do Cirurgião-Dentista, Perspectivas Atuais e Tendências", a ser lançado ainda este ano, deve confirmar desigualdades regionais, entre outras revelações. CFO participou de encontro, no dia 1º de outubro, no Departamento de Gestão de Educação na Saúde do Ministério da Saúde, em Brasília, para tratar da publicação, da qual é um dos principais colaboradores.

     Cerca de um terço dos 220 mil cirurgiões-dentistas do Brasil estão no município de São Paulo (72,5 mil). Por outro lado, em centenas de cidades no país não há nenhum desses profissionais. Essa desigualdade é retratada no “Perfil do Cirurgião-Dentista, Perspectivas Atuais e Tendências”, que está sendo elaborado pelo Observatório de Recursos Humanos em Odontologia da Universidade de São Paulo, vinculado à Organização Panamericana de Saúde (OPAS), a pedido do Ministério da Saúde.       Segundo Maria Celeste Morita, coordenadora da pesquisa, o objetivo do mapeamento é balizar as políticas públicas, de forma a distribuir melhor os cirurgiões-dentistas pelo País, e melhorar o controle de dados para evitar cadastros duplos.       “Para nós, ter essas informações é muito importante para tomar decisões na gestão”, disse Ana Estela Haddad, diretora do Departamento de Gestão de Educação na Saúde do Ministério da Saúde, em reunião nesta quinta-feira (01) com representantes do Conselho Federal de Odontologia (CFO), em Brasília.       “Hoje nós temos a presença do cirurgião-dentista na equipe básica da saúde da família, junto com o médico e o enfermeiro. A idéia de fazer os estudos sobre a força de trabalho se dá do ponto de vista não só do mercado, da estratégia de saúde da família, mas também da formação, uma vez que a atividade da secretaria envolve ainda políticas na área de formação desses profissionais”, acrescentou.        A intenção do governo era divulgar o levantamento completo no dia do cirurgião-dentista, 25 de outubro. Mas Ana Estela Haddad admitiu que dificilmente todos os dados estarão consolidados até lá. “Essa ferramenta é fundamental para sabermos as necessidades dos municípios que têm carência de dentistas e para a formação de políticas sociais”, opinou Miguel Nobre, presidente do CFO. Além dele, participaram da reunião o procurador jurídico da autarquia, José Alberto Cabral, e o representante do CFO no Fórum dos Conselhos Federais, Samir Najjar. Foto: Ana Estela Haddad, entre o presidente do CFO MIguel Nobre e o procurador jurídico José Cabral. Jornal do CFO/Brasília   ...
Leia Mais

   
    Foi aprovado por unanimidade na manhã desta quarta 12, na Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio da Câmara dos Deputados, o projeto de Lei que obriga empresas a manterem serviços especializados em Odontologia do Trabalho. CFO acompanhou a votação.

“Importância da mobilização”       Presente à votação, o secretário-geral do Conselho Federal de Odontologia, Marcos Santana, fez questão de destacar a atuação do deputado José Guimarães (PT-CE), relator do Projeto de Lei 422/07. “Havia ainda alguma resistência dentro da comissão, pelo descontentamento de setores da indústria e comércio. Mas o deputado soube costurar um acordo, retirando do texto do projeto a obrigatoriedade para micros e pequenas empresas. A aprovação por unanimidade comprova, por um lado, a habilidade do relator e a sensibilidade dos demais deputados, mas confirma, também, a importância da mobilização da categoria odontológica”, explicou Santana.     O secretário-geral destacou a participação, além do CFO, das entidades nacionais, como FIO, FNO, ABCD e ABO. Marcos Santana esteve acompanhado dos representantes do CFO no Fórum dos Conselhos Federais, Samir Najjar, e no Fórum dos Conselhos Federais da Área da Saúde, Genésio de Albuquerque.     A votação do texto, que altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) – Decreto-Lei 5452/43, teve início nesta quarta às 10h, no plenário 5 do Anexo II da casa legislativa. O PL 422/07 tramita em caráter conclusivo nas comissões. A matéria segue agora para a Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF). Depois, irá para a Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTASP), para a de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC). Aprovada, seguirá finalmente para o Senado.     O projeto tem como objetivo garantir a saúde bucal dos trabalhadores por meio de exames odontológicos periódicos. Em função de sua importância, no ano passado o Conselho Federal de Odontologia (CFO) lançou uma campanha de mobilização on-line pela aprovação da matéria.     Recentemente, O CFO participou de uma audiência pública realizada pela Frente Parlamentar dos Profissionais da Área da Saúde para definir os projetos de lei prioritários para a Odontologia. Situação do PL 422/07      No dia 7 de maio, o relator do PL 422/07, deputado federal José Nobre Guimarães (PT-CE), assegurou pessoalmente ao vice-presidente do CFO, Ailton Rodrigues, de que seu parecer seria favorável à matéria.       Veja também, na íntegra, o PL 422/200 e o substitutivo apresentado pelo relator José Guimarães. Foto: Agência Câmara  ...
Leia Mais